terça-feira, outubro 27, 2009

LAGRIMAS QUE NINGUÉM VÊ

Minhas lágrimas sem que ninguém as veja

São lágrimas que correm por toda a dor

Não as vendo, há quem sinta inveja

Porque não entende este momento sofredor…


Sorris porque achas que minha alma graceja

E queres apenas entender que não tenho dor

Que a minha dor é a força com que versejo

E não a dor que ponho neste sentir sofredor…


Deixo-te esta poesia para a eternidade

Para colmatares toda a imensa saudade

Que irás sentir depois que eu morrer.


Louva as minhas palavras de entendimento

Louva e respeita todo este meu sentimento

E anima sempre alguém que esteja a sofrer…



07H30

27.10.09

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger Paula Raposo said...

As palavras são sofredoras de ti.
Muitos beijos.

8:45 da tarde  

Publicar um comentário

<< Home


Free Hit Counter