sexta-feira, outubro 16, 2009

PARA O POETA DOS MEUS SONHOS



Invento nuvens cor-de-rosa

Para copiar os teus escritos

Sento-me à beira da paisagem

E leio, atenta, a tua prosa

Deixo o olhar vagabundo

Passear na tua imagem

E oiço o marulhar do mar ao fundo…


Deixo gemidos soltos no ar

São o teu nome a bailar

Nos meus lábios cheios de saudade…


Sinto o sangue palpitar nas veias

Enquanto dizes tua poesia

Deixo-me vaguear nas areias

Numa dança de fantasia…


Aceno-te meu lenço de cambraia

E escolho conchinhas nacaradas

Caminhando pela praia

Como as ondas, sempre enamoradas…


16.10.09

1 Comments:

Blogger Paula Raposo said...

Tão doce o teu poema! Obrigada pelas tuas palavras tão carinhosas para comigo! Estou aqui.
Eu tenho os livros comigo e quando nos juntarmos para o almoço levo-te. Ok? Muitos beijos.

9:13 da tarde  

Publicar um comentário

<< Home


Free Hit Counter