sábado, junho 16, 2007

MISS LEE

(Miss Lee)
Suave, muito suavemente,
Tua mão desliza nesse ser,
Que até então estava ausente,
Ignorado, triste e a perecer.

Deslizando as palavras, docemente
Numa carícia de enlouquecer,
Gesto após gesto, calmamente.
Mostras o que é sexo a valer…

Ensinas, escutas, falas da vida
Não sendo, és aquela querida
A quem se paga por um momento…

Bem-haja a tua vida dedicada,
Mulher escritora, mulher falada,
Mulher cheia de sentimento…


(breve e singela homenagem a uma
Escritora com muito talento)

14.06.07

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger jorgeferrorosa said...

Traços que se perdem no nome, na palavra profunda, no escrito que grita, na dança ausente que chama e toda a beleza, clama, suspira a sua profundidade, essa que é tecida na obra do autor. Belo poema, bela a modalidade eleita, não interessa a métrica, interessa-me o conteúdo... porque esse ainda tem algum, enquanto muito boa gente, nada tem dentro! Fantástico.
Parabéns pelo escrito.
Beijinho
Jorge Ferro Rosa

2:27 da manhã  

Publicar um comentário

<< Home


Free Hit Counter