sexta-feira, agosto 22, 2008

INSPIRAÇÃO DA NOITE


A noite esvaziou-se num suspiro
E a madrugada tombou
A espera foi vã…
Falhou a promessa
Ficou o agora…
Ninguém me sussurrou
Ninguém disse nada.

Escureceu o luar
E veio a madrugada
Que tombou pela manhã
E em silêncio
Também não disse nada…
E a espera, eternizada
Gravitou como uma estrela
Pelo Universo…

22.08.08

Etiquetas:

3 Comments:

Blogger jorgeferrorosa said...

Olá Joaninha!
hummm, belo poema. Muito belo mesmo. Gostei das imagens conseguidas onde a noite se esvazia num suspiro deixando como que a madrugad tombar num sussurro onde ninguém diz nada. Bem, vamos pelo Universo sem destino, pelo menos estou nessa marcha! Continua a escrever essas preciosidades encantadoras apesar da nostalgia que se faz notar, é o que acho, peço desculpa.
Desejo um bom Domingo com tudo de bom e parabéns ao companheiro amigo, desejando que possa contar muitos. Beijinhos e tudo bom mesmo.
JOrge

9:29 da manhã  
Blogger joaninha said...

Ao querido Jorge!
Obrigada pelo comentário, uma real mensagem de amizade. O que sinto é muito dificil esconder, por isso se retrata no que escrevo... lamento.
Também desejo que o Domingo seja bem passado e que permita recordar os bons momentos da vida. Beijinho grande

10:16 da manhã  
Blogger Raquel V. said...

Olá Joaninha, só agora é que me apercebi qual o blogue que me pedes (perdoa o uso do tu) para actualizar!
O parágrafos inacabados!
Esse blogue n tem sido actualizado mas por falta de tempo pois n é bem um blogue para ser actualizado mas sim a súmula dos vários textos que tenho em blogues e não só! É um blogue portfolio. Mesmo que ele seja actualizado provavelmente os novos textos estarão nos recônditos do blogue. Mas vou começar a mover textos de um lado para o outro :)

---

"E a espera, eternizada
Gravitou como uma estrela
Pelo Universo…"

Há uma imagem de negativo/positivo que fica... pelo menos para mim que gosto de estrelas...

A imagem no seu todo embora triste é bela...

8:18 da tarde  

Publicar um comentário

<< Home


Free Hit Counter