terça-feira, fevereiro 23, 2010

ROSA MURCHA

As horas passam naquele jardim
Jardim das flores mortas
Onde as crianças não brincam…
Onde ficam gentes num descanso sem fim…
Onde as noites são tão claras como o dia
E na laje há uma rosa só para mim…

Não deixem que a rosa murche
Nem que leve a minha fantasia;
Deixai a minha rosa com a beleza
Depois do orvalho matinal…
Deixai que a rosa esconda a verdade
Perfumando a Natureza,
Disfarçando a minha realidade…

23.02.10

Etiquetas:

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home


Free Hit Counter