sexta-feira, fevereiro 12, 2010

EU E EU


Converso com o meu pensamento
Um diálogo monólogo a sós.
Sem estrelas no escuro firmamento
Falo da solidão e do que sofremos nós
Enquanto entre as árvores ulula o vento…

Sem luar não há sombras no memento
Ao som da chuva os pássaros ficam sem voz
E eu segredo a mim que é um tormento
Esta imensa solidão tão atroz…

Que saudade do verão meu cantor,
Do teu fado e da guitarra, meu amor
Que saudade da luz do pirilampo…

Que saudade de Agosto e do Luar
Saudade do tempo em que o teu amar
Era como um chilreio pelo campo…

10.02.10

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger jorgeferrorosa said...

Eu e eu, digo o mesmo. Continuo a dizer. Obrigado por tantos comentários no meu blog. Um beijinho grande mesmo.
JOrge

7:04 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home


Free Hit Counter