sábado, janeiro 03, 2009

DEIXA A NOITE CHEGAR


Deixaste que a noite chegasse
Com o brilho de noite fria
Deixaste que o Sol chorasse
Pela Lua e pela estrela luzidia…
Deixaste que te beijasse
Acalentando toda a minha fantasia…

Depois o sol, descarado, sorriu.
Mostrando quanto é brilhante…
Mira-se ao espelho nas águas do rio
Brilhando, brilhando como diamante…

As palavras que dizes são escuras
Perderam na noite o significado
Já não são doces; são tristes e duras…

Deixaste que a noite descesse
Para esconder o Sol e a Lua…
Deixaste que na nuvem escrevesse
Que morrerei só. Que nunca serei tua…

03.01.09

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger Maria Clarinda said...

Maravilha de poema Joaninha...lindo, li e reli e a minha manhã ficou mais linda. Jinhos

9:56 da manhã  

Publicar um comentário

<< Home


Free Hit Counter