domingo, novembro 23, 2008

SOU EU!


Eu sou quem talvez não quisesse ser.
Sou o tempo que sem meta nunca chega
Que sem querer vai vivendo sem viver
Sou talvez até a quem a esmola não se nega…

Eu sou talvez e apenas um ser a morrer
Mas que por ser um talvez, à vida se apega
E num deambular constante e a correr
Sou a alma sem corpo, que por aí navega…

Eu sou o que nunca fui: mulher amada
Nem tão-pouco aquela que foi chamada
De amor, de paixão, de sonho ou aventura…

Eu sou o que não sou, nem jamais serei
A realidade daquele a quem tanto amei
E para quem nunca fui mais do que loucura…

23.11.08

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger jorgeferrorosa said...

Muito bonito este trabalho. E afinal quem somos nós? Quem é este "eu" que escreve? Somos tudo e nada, somos tudo o que nos possa passar pela mente. E afinal só foi isso? E o resto... ? Ahah ah bem, desejo um bom dia com tudo de bom e bons escritos.
Saudade. A distância mata o calor do olhar e destrói coisas que não tenho palavras para as descrever, sinto isso, mas nada a fazer, a vida continua. Vou chorar porque já não sei de mim nem do que sou. Sou também o que não sou.
Beijinhos
Jorge

8:10 da manhã  

Publicar um comentário

<< Home


Free Hit Counter