terça-feira, março 09, 2010

O QUE ESCREVI


Fui ao encontro das letras que vi
E juntei-as para com elas escrever
Disse tudo o que cá dentro senti
E repetirei muitas vezes antes de morrer…

Com tantas letras fiz palavras que escrevi
Com elas cheguei a frases do sofrer
Escrevi poemas do amor que vivi
E com as palavras que escrevi hei-de morrer…

Letras e letras deram palavras de beleza
Com elas descrevi a mãe Natureza
Com elas louvei o meu amor…

Com imaginação, letras e palavras desenhei
Carinhos e o muito amor que te dei
E com elas também escrevi a minha dor…

09.03.10

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger jorgeferrorosa said...

Isabel!
Continuo a ler os teus trabalhos, cada um mais belo do que o outro.
Revolto-me porque a Natureza é tão ingrata... e agora, já não comunicas comigo. Sinto vontade de chorar, sinto. Ninguém me compreende e o vazio rrasga-me a alma, tudo se desmorona e ninguém mais me escuta, tal com tu fazias.
Isabel, hoje a minha alma chora. Estou só, tão só que parece que nada mais me alegra. Cansei de observações feitas por terceiros, cansei de mentes mesquinhas, cansei confesso-te, mas tu, estás sempre presente. Agora, vou pelos campos olhando os verdes, talvez ver as joaninhas da pradaria... as orquídeas, as rosas... até breve querida amiga, aí nesse lado da eternidade. Soltam-se lágrimas...

6:18 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home


Free Hit Counter