sexta-feira, fevereiro 20, 2009

O QUE NÃO DIZES!


Enleio os meus pensamentos no que não dizes
E sem te ouvir, escuto a tua voz ausente
Dançam meus olhos pelos momentos felizes
Choram às vezes pelo que a alma sente…

Mas os olhos são irreverentes como petizes
E riem, e choram. Às vezes até o olhar mente
Quando quer acreditar em tudo o que não dizes…
Nem quero saber o que a minha alma sente…

Deixo os pensamentos em vai e vem
E como a onda do Mar, não são de ninguém
Mas anseiam ouvir as tuas palavras belas.

Palavras que estão no silencio que me dás
Palavras deixando a angustia que o silencio traz
Mas que poderiam ser de amor, muito singelas…

20.02.09

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger Maria Clarinda said...

(...)Mas os olhos são irreverentes como petizes
E riem, e choram. Às vezes até o olhar mente
Quando quer acreditar em tudo o que não dizes…
Nem quero saber o que a minha alma sente…


Lindo, Joaninha!!!!! Carinhos mil

8:08 da tarde  

Publicar um comentário

<< Home


Free Hit Counter