segunda-feira, agosto 03, 2009

CONTROVÉRSIAS NO AMOR

Presenteias-me com um silêncio doentio

Ignoras quão profundo é o meu amor

Olhas-me com olhar distante e frio

E todo o meu sentir para ti não tem valor…


Para ti, este amor é um desperdício.

O meu carinho repudiado deixa a dor

Quando dizes que este amor apenas é vício,

Que ninguém pode sentir assim amor….


Inventas estratégias para te justificares

Arranjas mil nomes para te esconderes,

O que pensas que eu ainda ignoro…


Proclamas aos ventos mil justificações

Declaras fracassos em outras paixões.

Nem mesmo assim entendes que te adoro…


03.08.09

Etiquetas: ,

3 Comments:

Blogger Maria Clarinda said...

Como sempre lindo e profundo o teu poema, Joaninha!!!!
Carinhos mil

7:54 da tarde  
Blogger Leonor C.. said...

Lindo, minha amiga...
Que bom tê-la aqui de novo!

Beijinhos!

8:35 da tarde  
Blogger Kafka said...

como entendo o teu poema...
bjs

9:24 da tarde  

Publicar um comentário

<< Home


Free Hit Counter