quinta-feira, julho 30, 2009

PALAVRAS DO MEU PENSAMENTO

São sombras as minhas palavras perdidas

Agigantam-se à hora crepuscular

Às vezes são lágrimas sentidas

Que meus olhos vertem por tanto te amar…


São sombras minhas palavras estendidas

Que se embalam pelas ondas do mar

Num vai e vem constante, ficam perdidas

Num choro compulsivo, por tanto te amar


Travisto as palavras com saudade

Cheias das cores da verdade,

Que não são o meu cinzento.


São sombras as palavras que escrevo

Às vezes tristes por sentir o que não devo,

Mas sempre porque estás em meu pensamento…


30.07.09

Etiquetas:

2 Comments:

Blogger Nilson Barcelli said...

Isabel, este teu poema, embora sofrido, é belíssimo.
Bom fim de semana.
Beijo.

5:03 da tarde  
Blogger Maria Clarinda said...

(...)São sombras as palavras que escrevo
As vezes triste por senbtir o que não devo,
Mas sempre porque estás em meu pensamento.

Lindo....jinhos, com carinhos mil

7:56 da tarde  

Publicar um comentário

<< Home


Free Hit Counter