sábado, maio 16, 2009

COMO O TEMPO PASSA!

Eu salto
Eu pulo
Eu grito
E choro…
Sou criança!
Eu faço birra
Eu amuo
Eu falo alto;
Quero uma trança…
Eu aprendo,
Levo reguadas
Castigos…
Estou a deixar de ser criança…
Eu olho o espelho
Ponho as primeiras meias altas
E olho em volta…
Sou adolescente!
Calço os primeiros sapatos com salto
E as saias rodada
A fazer vista na dança…
E vivo enamorada.
Escrevo
Desenho
E pinto os olhos…
Sou mulherzinha!
Mas nem me atrevo,
Mesmo com empenho,
A dizer que “te amo”…
E sonho com a magia
Que me vejas um dia…
E fiquei mulher!
Trabalhei,
Fui mãe,
Mas sempre sonhei
E sempre escrevi…
E fui também
Preterida,
Esquecida,
E louvada,
Apreciada,
E fiquei envelhecida…
E já sem as bonecas
Nem os “jantarinhos”
Nem os sonhos da juventude,
Fiquei de onde jamais sairei…
Ficarei saudade
Porque algum dia partirei
Para o paraíso da Verdade…

16.05.09

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger Maria Clarinda said...

E que esse dia ainda esteja muito longe...foi maravilhoso estar contigo!
Adorei o poema...
Jinhos mil

7:02 da manhã  

Publicar um comentário

<< Home


Free Hit Counter