terça-feira, maio 12, 2009

DEGRAUS

Pelas cordas de uma guitarra
Deixo escoar as palavras que digo.
Meus cantares são como os da cigarra
De felicidade, quando estou contigo…

Que importa que vás para a farra
Porque sei que ninguém estará contigo
Dentro do teu peito sou a cigarra
E nas cordas da guitarra és o amigo

A tua voz soa em minha alma com magia
E faz dos meus desejos a bela fantasia
De estar apertada em teus braços

O calor que vem dos teus dizeres
Num sussurro de suspiros e prazeres
Deixa-me enlevada nos teus abraços…

04.05.09

Etiquetas:

2 Comments:

Blogger Maria Clarinda said...

Mais um polema Lindo!!!!
Obrigada por ele , Joaninha!
Jinhos mil

7:18 da tarde  
Blogger jorgeferrorosa said...

Poema muito bonito. Gostei.
Beijinho
Jorge

1:08 da tarde  

Publicar um comentário

<< Home


Free Hit Counter