quinta-feira, setembro 10, 2009

SOU NADA!


(óleo sobre tela da isabel)

Sou nada.

Alguém cortou a flor

Ela secou

Eu sou nada…


A flor perdeu a cor,

A flor parecia triste

E murchou…


Sou nada como a flor

Sem amor

Sou nada

Um corpo que secou…


Sou nada

Nem brisa

Nem vento

Sou nada

Porque nada nunca amou…



10.09.09


Etiquetas:

3 Comments:

Blogger Paula Raposo said...

Bonitos o óleo e as palavras...beijos para ti.

8:46 da tarde  
Blogger Jacarée e Baby said...

Boa Noite Joaninha!

Palavras bonitas...
mas não deixam de ser tristes.
Dor, desilusão...
Coração em despedaçado.

Tem um feliz fim-de-semana.
Beijs

10:21 da tarde  
Blogger Maria Clarinda said...

Maravilhosa a tela...o poema lindo em que cada linha e entrelinha, tudo me dizem do teu estar.
Adoro-te Joaninha!!!

4:37 da tarde  

Publicar um comentário

<< Home


Free Hit Counter