segunda-feira, novembro 26, 2007

INCOMENSURÁVEL AMOR


Amar-te assim, assim sem explicação
Amar-te tanto, tão perdidamente
É mais que vida, é toda a perdição
Duma alma que procura, como demente…

Foi sonho, foi nuvem rosa de ilusão
Amar-te assim, assim tão loucamente
E fazer da morte a minha obsessão
Por tanto te amar, assim tão doidamente…

Pétalas de rosas vermelhas sobre mim
Com uma orquestra de violinos, assim,
Numa melodia celestial e infindável…

Rosas vermelhas de sangue do meu amor
Feito de sonhos perdidos e com dor.
Um sofrimento constante, inexplicável



26.11.07

Etiquetas:

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

nunca mais passei por aki
já estava com saudade dessa joaninha e da musica q começa toda vez q eu abro essa página...
continue firme moça
Deus tem mto mais pra fazer em sua vida...

shalom!!!

6:30 da tarde  

Publicar um comentário

<< Home


Free Hit Counter