sexta-feira, outubro 05, 2007

“POR TRÀS DA ESCRITA”


O azul do céu, de nuvens coberto,
Parece uma tela pintada sem jeito
Parece a pauta de música em aberto
Ou um coração descompassado num peito…

Nuvens brancas longe, escuras mais perto
Figuras abstractas pintadas a eito:
Pontes, caras, corações… tudo fica certo
Parece estar em sintonia com o coração eleito…

Escurece. Cruzam-se as nuvens; batem…
E a tormenta desencadeia-se: Não falem!
Paira no ar a promessa de tempestade…

Escreves muito e rapidamente, com ternura.
Enterras no papel toda a tua candura
Mas vais banindo o amor e até a amizade…


01.10. 07

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Joaninha,
deixa-me as adversativas de uma vez por todas.
E verás como te sentes linda
linda e feliz
com o amor
que sempre teimas em esconder.
Deixa os escuros e as nuvens cinzentas para as tormentas...
Abre-te ao azul do céu
Deixa o teu coração amar
e ser amado

Não tenhas medo de achares a felicidade!

12:35 da manhã  

Publicar um comentário

<< Home


Free Hit Counter